Quais são os 8 principais erros na fotografia digital e como evitá-los?

6 minutos para ler

O ofício da fotografia requer uma série de habilidades e conhecimentos. É preciso ter criatividade, concentração e muita atenção. São diversos pontos a serem considerados e, em muitos casos, pouco tempo para tomar decisões e fazer o clique.

Por tudo isso, é comum que aconteçam erros, seja por parte do fotógrafo muito experiente ou do iniciante. Essa é a grande importância da pós-produção em fotografia. Com o uso correto dela, é possível corrigir muitos problemas nas fotos.

No entanto, alguns defeitos são impossíveis de resolver nessa etapa. Veja nossa lista com os 8 principais erros na fotografia digital e aprenda a evitá-los para conseguir o melhor resultado nas suas fotos!

1. Desequilíbrio no contraste

Um dos atributos mais importantes e difíceis de conferir a uma fotografia é a naturalidade. Aproximar a foto daquilo que seria percebido pelo olhar do observador faz com que haja uma maior identificação, deixando o trabalho mais tocante.

Exagerar no contraste é um erro que faz com que o seu trabalho pareça muito artificial. Isso pode funcionar, dependendo do contexto do trabalho e da escolha artística do fotógrafo, mas não pode acontecer por engano. Fique atento para não exagerar na pós-produção e confira os perfis de cor da sua máquina antes de clicar.

2. Falta de balanço de branco

Quando se está fotografando no formato RAW, é possível desconsiderar um pouco o balanço de branco na sua foto e fazê-lo com tranquilidade na pós-produção. Contudo, se a sua câmera não tem esse formato, ou você optou por não escolhê-lo por algum motivo, é preciso ficar muito atento.

Escolher o balanço errado, ou deixar de trocá-lo conforme o ambiente, pode fazer com que ocorra o fenômeno chamado de color cast, que é a predominância de uma determinada cor. Troque o perfil de iluminação sempre que necessário e, se preciso, escolha manualmente o valor adequado.

3. Exposição errada

A exposição errada é um exemplo de problema que não se pode resolver na pós-produção em fotografia. Afinal, há um limite para o que podemos melhorar. Mesmo quando é possível corrigir a luz, a fotografia perde muita informação quando está mal exposta.

Fique atento ao fotômetro da sua máquina e procure equilibrar os elementos que possibilitam a exposição correta para chegar ao melhor resultado possível. Quando fotografar em RAW, prefira superexpor um pouco a sua foto a deixá-la subexposta.

4. Falta de foco

O foco é um dos parâmetros mais importantes e também não pode ser consertado na pós- produção em fotografia. A falta de foco pode ser sutil, quando o objeto está dentro do limite do campo focal, mas próximo demais dos extremos, o chamado foco doce.

Para garantir que sua imagem esteja bem focada, evite utilizar o diafragma da sua câmera muito aberto, preferindo conseguir mais luz a partir dos outros elementos, como o obturador e o ISO. Outra dica é fotografar com tripé sempre que a exposição for um pouco mais longa.

5. Excesso de tratamento

Esse é um defeito estético muito relativo, pois depende do gosto pessoal e do ponto de vista de cada indivíduo. Contudo, ele deve ser sempre levado em consideração pelo fotógrafo. Ao fazer o tratamento da imagem na pós-produção, você deve evitar o exagero.

Os pequenos defeitos são o que dão a uma fotografia a verossimilhança tão necessária para criar identificação e cativar as pessoas. Não tente eliminar tudo na revelação e procure criar fotografias que não tenham todo o seu valor artístico baseado no tratamento que foi dado.

6. Presença de ruído

Ruído é o nome dado na fotografia digital ao efeito granulado que diminui drasticamente a nitidez das fotos. Ele acontece, principalmente, em razão do uso de um ISO muito alto ou de um sensor muito pequeno. Também pode ocorrer pela baixa densidade de pixels. O melhor ISO para evitar ruído dependerá muito da marca e do modelo da sua câmera, além de outras circunstâncias do clique.

Para que ele não ocorra ou que o efeito seja mínimo, faça testes a fim de conhecer bem a reação da sua câmera a cada situação. Outra dica importante é contar com um bom monitor sempre que possível. Assim, você consegue ver a imagem com mais facilidade e riqueza de detalhes.

7. Resolução inadequada

Ultimamente, as fotografias são compartilhadas com muita velocidade nos meios digitais. Isso cria um desafio para os fotógrafos. Quando clicam, eles precisam saber onde será compartilhado o seu trabalho e em qual resolução. É possível cortar a foto ou adaptá-la depois, mas isso pode causar distorções, perda de definição ou deixar o enquadramento ruim.

Procure obter informações com a maior precisão possível sobre onde a fotografia será utilizada e tente clicar com uma resolução igual, ou proporcionalmente igual, àquela que será utilizada no formato final. Assim, você conseguirá que o resultado seja mais próximo daquilo que foi idealizado.

8. Mau posicionamento da iluminação

Ter noções de iluminação tem uma importância fundamental para o ofício do fotógrafo. Existem algumas técnicas e padrões que podem ser utilizados, mas apenas o olhar treinado e a experiência farão você acertar no momento de posicionar a luz.

Mesmo quando for fotografar em ambientes externos, utilizando a luz do sol, você precisa garantir que o objeto esteja bem posicionado em relação a ele. Utilize rebatedores, espelhos, fontes alternativas de luz e iluminação artificial com criatividade e seja sempre paciente. Concentre-se em criar o ambiente ideal antes de começar a fotografar e se prepare para aproveitá-lo ao máximo.

Evitando cada um desses erros mais comuns na fotografia digital, você conseguirá melhorar a qualidade das suas fotos e não ficará tão dependente da pós-produção em fotografia. Um bom fotógrafo utiliza esse momento apenas para adicionar ajustes e toques que elevem o seu trabalho, mas não se apoia nele para fazer suas fotografias aceitáveis.

O equipamento correto para cada situação é fundamental para que você consiga fazer boas fotos. Então, visite o site da Rey Câmeras e encontre uma imensa variedade dos melhores equipamentos fotográficos, que podem resolver muitos desses problemas e ainda ajudar a compor belas imagens!

Você também pode gostar

Deixe um comentário